3

Portas antigas



O leilão em uma fazenda fabulosa reuniu muitas pessoas. A maioria dos itens foi vendida por menos da metade do que esperávamos pagar. Os novos proprietários não se interessavam pelos objetos antigos.

Portanto, naquele dia de junho, totalmente desinteressados eles apenas observaram as vendas até o fim da tarde. Quando porém, o pôr do sol anunciou sua chegada, o leiloeiro começou o pregão de belas portas antigas.

A oferta inicial foi bem abaixo do valor fixado. Mas toda vez que eu fazia uma oferta, uma frágil mão se levantava.  Embora desejasse muito essas portas antigas, parei de dar lances quando os preços ficaram exorbitantes.

Mais tarde, quando as vendas terminaram e comecei a me dirigir para a saída, encontrei a mulher delicada e frágil que arrematou as portas. "Por que pagou tanto por estas portas?", perguntei. A resposta foi precisa: "Marquei a altura dos meus filhos nestas portas e não há preço para isto!"

                                       Carla Muir


3 comentários:

Mamãezinha disse...

Oi Angela! Eu concordo. Toda a experiência que os filhos nos proporcionam é única e não há dinheiro que pague. Beijos!

Ives disse...

Olá Srta, eu guardo cada objeto que esteve ligado com os meus sentimentos tb, abraços lindo blog!

PEPI disse...

Querida Angela
Gostamos muito do seu texto e
Esperamos que estejas bem
Tenha um abençoado dia
Beijinhos afetuosos de
Verena e Bichinhos