8

Bacana, de novo!


Uma história que diverte e ensina ao mesmo tempo. O menino Duda tem um montão de brinquedos, mas o caminhãozinho de  controle remoto é o seu preferido. Mesmo assim, em pouco tempo, lá está o brinquedo todo quebrado no cantinho do lixo reciclável.  

O coletor que o encontra também tem um filho, que ama brincar com carrinhos. Usando toda a sua criatividade e esforço, o pai de Nando dá vida nova ao caminhão quebrado, reaproveitando materiais e colorindo-o novamente. O resultado surpreende Nando, que se encanta com o pequeno caminhão vermelho, com sua caçamba de latinha e um barbante "mágico" que o movimenta  com sua ajuda.

A história é perfeita, mas o charme especial fica por conta do momento em que Duda vê Nando brincando com aquele caminhão lindo e bacana. Será que vai reconhecê-lo?  

Só lendo para conferir...rs. Contar o final apaga o brilho da história! 

Um livro que desperta a imaginação, ensina a criança a valorizar o que possui, incentiva o reaproveitamento e encanta pela sensibilidade presente em cada página.

Meu filho Gabriel, de sete anos, amou este livro. E quando criança gosta, podemos confiar. Elas sabem reconhecer uma boa história.

Autora: Telma Guimarães
Ilustrações: Alexandre Rampozo
Editora: Formato
Páginas: 20
Faixa etária aproximada: a partir de 3 anos

Obs: O livro faz parte da coleção " Para aquecer o coração".

6

Bordado mágico



 "Linha do horizonte
presa na agulha do sonho
borda poesia."

minha xará Angela Leite de Souza, 
em seu livro: Palavras são Pássaros,
Editora Salesiana


6

Partilhando a alegria






Quero agradecer a Deus 
a vida da minha filha Joana,
que hoje celebra mais um aniversário.
Quero também compartilhar com vocês 
esta grande alegria!

Joana, que seus caminhos
sejam ornamentados com amor, alegria e muita paz!
Que Deus abençoe seus sonhos, 
oriente suas escolhas 
e te acompanhe sempre!

Com muito amor,
Mamãe!


4

O balão do vovô


O vovô Benny tinha 70 anos quando morreu subitamente de câncer em Wilmette, Illinois. Como sua neta de 10 anos, Raquel, não teve a oportunidade de dizer adeus, ela chorou durante vários dias. Mas certa vez, depois de receber um grande balão vermelho em uma festa de aniversário, voltou para casa com uma ideia: uma carta para o vovô Benny, enviada para o céu em seu balão.

A mãe de Raquel não teve coragem de dizer não e observou, com lágrimas nos olhos, o frágil balão subir por entre as árvores que cercavam o jardim e desaparecer.

Dois meses depois, Raquel recebeu esta carta com carimbo do correio de uma cidade a 900 quilômetros de distância, na Pensilvânia:

                "Querida Raquel,
    Vovô Benny recebeu a sua carta e ficou muito feliz. Ele amou suas palavras e seu carinho. Mas por favor, entenda que coisas materiais não podem ficar no céu, por isso tiveram que mandar o balão de volta para a Terra. Eles só guardam os pensamentos, as lembranças, o amor e coisas desse tipo no céu.
       Raquel, sempre que você pensar no vovô Benny, ele saberá e estará muito perto, com um amor enorme por você. E pode ficar tranquila que Papai do Céu está cuidando do seu vovô com muito carinho.
        Sinceramente,
              Bob Anderson (também um vovô)

  Escrita por Michael Cody ( retirada do livro "Histórias para aquecer o coração", de Jack Canfiel, Mark Victor Hansen e Heather McNamara). Editora Sextante



7

A caligrafia de Dona Sofia



Na colina mais alta da região havia uma casa diferente. Uma casa enfeitada com os sonhos, as emoções, os segredos e as sensações provocadas pelas palavras.  A dona desta casa era uma professora aposentada chamada Sofia. Além de cultivar flores, Sofia cultivava poesias. Em cada cantinho de sua casa, dona Sofia escrevia, com sua caprichada caligrafia, um de seus poemas preferidos. 

Com o passar do tempo e sem espaço para escrever seus versos, Dona Sofia resolveu presentear cada morador de sua cidade com um cartão poético, decorados com as flores que ela própria cultivava. Dona Sofia não queria que os poemas ficassem escondidos dentro dos livros,mas sim alojados nos corações das pessoas. A sua ideia trouxe colorido e vida a toda uma cidade.

Para ajudá-la na distribuição dos cartões , Dona Sofia contava com a ajuda do carteiro Ananias, que  aos poucos foi  aprendendo a encontrar a emoção e a alegria contidas  em cada verso. No final, uma pequena surpresa em forma de poema, que traduz toda a sensibilidade inspirada pela história.

Cada página do livro é recheada com diferentes poemas e ilustrações primorosas. Um verdadeiro presente para os amantes da poesia. 



Autor e ilustrador: André Neves
Editora: Paulinas
Número de páginas: 37
Faixa etária aproximada: a partir dos 7 anos


2

Selinho Inspiração



Este selinho bacana foi presente da querida amiga Terezinha, dona  do blog : Poetizar ( Poesias Infantis) , um espaço cheio de criatividade e muita ternura.


Eu fiquei muito contente, amiga. Obrigada pelo carinho!
Dedico este selinho para todos os amigos e amigas que fazem desse meu cantinho um espaço de sonhos e alegrias.



18

Aconchego



No aconchego das palavras
que me fazem sonhar...
Busco inspiração.

No aconchego da palavras
que descansam meu olhar...
Respiro emoção.

No aconchego das palavras
que podem iluminar...
Descubro a contemplação

No aconchego das palavras
que me ensinam a pensar
Compreendo a vida
E aprendo a caminhar!



Angela R. Corteletti

           
8

Selinho "Esse blog faz Arte"


      Este selinho bacana foi criado pela Lu, do blog:
                          Ateliê Luciana Severo

           Quem me presenteou foram as amigas:
               NaneDiário de uma transformação
                                              e
               ValdeteProfessora Valdete Cantu

Este selinho deixou meu coração colorido e muito feliz.
Amigas queridas, muito obrigada por tanto carinho!

                            Agora, vamos às regrinhas:
  • Informar o blog de quem criou o selinho e quem lhe repassou de presente.
  • Distribuir para 10 blogs amigos e avisá-los.
  • Descrever em seu blog qual o significado de "Arte" para você.


Arte é a maneira que o nosso coração encontra para manifestar os sentimentos e as emoções nele guardados . É a alegria de criar, recriar, transformar , colorir e  iluminar a vida, libertando à imaginação, e acordando os sonhos .

Eu repasso este selinho para :

Gostaria de oferecer este selinho a todos os meus amigos, que fazem a alegria deste meu espaço!